2009-05-25
Vinicius Assef

Duas formas de criar um dicionário

Você não precisa criar dicionário apenas usando chaves. Veja as duas formas possíveis e as vantagens de cada uma delas.

A forma tradicional de criar um dicionário em Python é com as chaves:

>>> {"nome": "Armando", "fruta": "morango"}
{'nome': 'Armando', 'fruta': 'morango'}

A outra forma é usando o construtor do tipo dict:

>>> dict(nome="Armando", fruta="morango")
{'nome': 'Armando', 'fruta': 'morango'}

Essa última é mais confortável de digitar porque não tem tanto abre-e-fecha de aspas, mas ambas têm o mesmo efeito. A diferença está no potencial de cada uma delas.

A forma clássica, com as chaves, permite criar dicionários com chaves dinâmicas. Vejamos um exemplo:

>>> valores = [10, 3.5, 6]
>>> {"item_{}".format(i): v for (i, v) in enumerate(valores)}
{'item0': 10, 'item1': 3.5, 'item2': 6}

Por outro lado, se tivermos uma lista de tuplas, podemos usar a segunda forma diretamente:

>>> pares = [("1bi", 10), ("2bi", 3.5), ("3bi", 6)]
>>> dict(pares)
{'1bi': 10, '2bi': 3.5, '3bi': 6}

Esses foram apenas alguns exemplos de uso das duas formas para criar dicionários em Python. Agora você pode escolher qual usar, conforme sua necessidade.